A Proposta de Emenda à Constituição (PEC 06/2019) da reforma da Previdência, de Jair Bolsonaro, prejudica trabalhadores e trabalhadoras que vão entrar no mercado de trabalho e a maior parte dos que já estão trabalhando.
Motivo: o texto que será analisado pelo Congresso Nacional dificulta as regras de acesso, reduz os valores dos benefícios e altera até a legislação trabalhista, como é o caso do item que acaba com o pagamento da multa de 40% do saldo do FGTS quando o trabalhador se aposentar e continuar na mesma empresa. Esse item também isenta o empresário de continuar contribuindo com o FGTS.
Sexta-feira, 22 de março, é Dia de Mobilização e Luta contra a Reforma da Previdência. A concentração começará às 9h, na Praça do Mercado Municipal, em São Carlos (SP). Reaja agora ou morra trabalhando!

 

Ato contra a reforma da previdência ocorre dia 22 de março, às 9h, na Praça do Mercado Municipal em São Carlos (SP).

Comentários

comentários

Comentários não permitidos.

X