A Federação tem acompanhado as últimas reuniões conjuntas das centrais sindicais, diante da conjuntura de ataques do governo na retirada de nossos direitos. As entidades aprovaram um calendário de lutas que orienta a realização de mobilizações, atos, pressão aos deputados no parlamento e nos estados, culminando com a caravana a Brasília-DF.

 As centrais sindicais devem ampliar a mobilização de massa, e construir uma nova paralisação, mais intensa. A FASUBRA tem disposição de se engajar no calendário, por entender que neste momento é necessário a convocação por parte das centrais, de uma Greve Geral de 48 horas em junho,  para fortalecer e ampliar a luta!

 Nenhum Direito a Menos!

Comentários

comentários

Comentários não permitidos.

X